Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Agosto, 2009

workshops
A Caminhada da Mestria Interior

Para inscrições, ver página dos contactos.

Todos os módulos:
Local: .Luz
valor: 30 €
horário: 15h às 18h


Módulo de auto-desbloqueio e harmonização da Energia

A consciencialização dos nossos bloqueios que conduzem a medos e à estagnação da nossa vida, a limpeza dos nossos 7 principais chacras, a activação dos Chacras Etéricos, a harmonização da Aura, são alguns dos passos que vão ser dados neste módulo.


Módulo Produzir Mudanças na Minha Vida

Com o começo de novos ciclos, o desejo de produzir mudanças, de deixar o velho e receber o novo torna-se cada vez mais premente e inadiável.
Com este módulo tomamos consciência das mudanças que queremos produzir nas nossas vidas e damos os primeiros passos para que essas mudanças aconteçam efectivamente.
Módulo da Polaridade da Energia Feminina e da Energia Masculina

Quais são as nuances da energia feminina e da energia masculina? Como se identificam? Como se complementam? Quais as forças e as fragilidades de cada uma destas energias? Harmonização da energia masculina e da energia feminina em nós.


Módulo da Prosperidade e Abundância

O que caracteriza a energia do dinheiro? O que é a abundância? o que atrai a abundância até à nossa vida? Quais as energias compativeis. Apreendemos a dar passos conscientes no sentido de uma vida abundante em todos os sentidos.


Módulo da Vivência de Relacionamentos Positivos

O que preciso de apreender com aquela pessoa, qual é o propósito dessa relação e como harmonizar o processo de aprendizagem? Um módulo em que assumimos com maior naturalidade o nosso espaço nas relações mais próximas e mais desafiantes. Neste módulo apreende-se a fazer o nosso próprio mapa de relacionamentos.


Módulo da Missão

Identificação e reconhecimento da missão desta vida. Como vivê-la, como manifestá-la? Que aspectos da nossa vida bloqueiam a manifestação da nossa missão?


Módulo Redescobrir a Meditação

A meditação é uma das ferramentas mais preciosas que temos para nos conectarmos com a nossa essência ou simplesmente contemplar aquilo que está a acontecer na nossa vida. A meditação é muito mais do que exercício é um estado de ser. Neste módulo redescobrimos vários tipos de meditação e no final é oferecido um CD de meditação guiada.


Módulo de Sintonização com os Guias Espirituais

Quem são os Guias? Para que servem? Como podemos conectarmos com eles? A descoberta e sintonização com os nossos guias é um reencontro que pode transformar uma vida.


Módulo de Onde vim

Onde é a sua casa? Qual é a sua origem estelar? O que tem a oferecer ao Planeta Terra? Neste módulo falámos dos Seres das Pleíades, dos de Sirius, dos de Orion, dos Arcturianos, dos Erks…enfim…vamos saber um pouco mais daquilo que anda a “fazer” quando não anda a brincar aos humanos 🙂


Módulo de Encontro com o Eu Sou

A nossa luz, a nossa divindade é algo que faz parte de nós. Não é nada que tenhamos que procurar fora, mas sim algo que encontramos quando deixamos de procurar. Quem sou Eu? Quem é a minha Essência? Como é que o Universo me reconhece?

Anúncios

Read Full Post »

Localização e datas

Olá a todos,

A localização dos Workshops no Algarve é na cidade de Faro e terá como próxima data dia 29/08 .

E  a localização cá em cima , como muito bem me chamou atenção de um leitor mais atento será na zona de  Sintra dia 18/10/2009.

Mais informações será disponibilizadas por mail.

Grata por tudo

Muita Paz* Amor* e Luz*

Read Full Post »

Olá

Olá a todos/as,

Eu sei que o tempo é de férias e muitos poucos são aqueles que ainda pensam em outra coisas senão um merecido descanso, outros porém não param e já voltaram ou nem sequer foram ainda para férias.

Queria apenas dizer que o  grupo de Formação em Reiki está aberto, ou seja, as inscrições estão abertas para que se forme um grupo limitado de 15 pessoas para fazermos o nível I de Reiki – O despertar , a dar a formação neste Curso para além de mim estará presente o Professor José Cruz e a Fátima Antunes.

A salientar que dia 30/08 vai haver um Curso no Algarve mas as vagas estão praticamente preenchidas.

Para que se possam inscrever basta que enviem um mail para informacoesreiki@gmail.com a seleccionar informações se assim o desejarem, apesar de uma grande parte estar aqui disponível.

A data de realização do Curso e a localização do Curso e outras informações serão disponibilizadas por mail.

Quero agradecer do fundo meu coração a todos aqueles que tem todos os dias vindo acompanhar o blog, a enviar comentários, mails muito obrigada .

Muita Paz* Amor* e Luz*

Read Full Post »

Parar, Acalmar-se, Descansar e Curar-se

A meditação budista tem dois aspectos – shamatha e vipashyana. Existe uma tendência a enfatizar a importância da vipashyana (“olhar em profundidade”), uma vez que ela tem o potencial de nos proporcionar insight e nos libertar do sofrimento e das aflições. Mas a prática da shamatha (“cessação”) é fundamental. Se não conseguirmos parar, o insight não chegará a nós.

Existe uma história zen sobre um homem e um cavalo. O cavalo está galopando rapidamente, e parece que o homem que cavalga se dirige a algum lugar importante. Outro homem, em pé ao lado da estrada, grita: “Aonde você está indo?” e o homem a cavalo responde: “Não sei. Pergunte ao cavalo!” Esta é a nossa história. Estamos todos sobre um cavalo, não sabemos aonde vamos e não conseguimos parar. O cavalo é a força de nossos hábitos que nos puxa, e somos impotentes diante dela. Estamos sempre correndo, e isso já se tornou um hábito. Estamos acostumados a lutar o tempo todo, até mesmo durante o sono. Estamos em guerra com nós mesmos, e é fácil declarar guerra aos outros também.

Precisamos aprender a arte de fazer cessar – parar nosso pensamento, a força de nossos hábitos, nossa desatenção, bem como as emoções intensas que nos regem. Quando uma emoção nos assola, ela se assemelha a uma tempestade, que leva consigo a nossa paz. Nós ligamos a TV e depois a desligamos, pegamos um livro e depois o deixamos de lado. O que podemos fazer para interromper este estado de agitação? Como podemos fazer cessar o medo, o desespero, a raiva e os desejos? É simples. Podemos fazer isso através da prática da respiração consciente, do caminhar consciente, do sorriso consciente e da contemplação profunda – para sermos capazes de compreender. Quando prestamos atenção e entramos em contato com o momento presente, os frutos que colhemos são a compreensão, a aceitação, o amor e o desejo de aliviar o sofrimento e fazer brotar a alegria.

Mas a força do hábito costuma ser mais forte do que nossa vontade. Dizemos e fazemos coisas que não queremos e depois nos arrependemos. Causamos sofrimento a nós mesmos e aos outros, e de forma geral produzimos grande quantidade de destruição. Podemos ter a firme intenção de nunca mais fazer isso, mas sempre acabamos fazendo de novo. Por quê? Porque a força do hábito acaba vencendo e nos levando de roldão.

Precisamos da energia da atenção plena para perceber quando o hábito nos arrasta, e fazer cessar esse comportamento destrutivo. Com atenção plena, temos a capacidade de reconhecer a força do hábito a cada vez que ela se manifesta. “Alô força do hábito, sei que você está aí!” Nessa altura, se conseguirmos simplesmente sorrir, o hábito perderá grande parte de sua força. A atenção plena é a energia que nos permite reconhecer a força do hábito e impedi-la de nos dominar.

Por outro lado, o esquecimento ou negligência é o oposto. Tomamos uma xícara de chá sem sequer perceber o que estamos fazendo. Sentamo-nos com a pessoa que amamos, mas não percebemos que a pessoa está ali. Andamos sem realmente estar andando.

Estamos sempre em outro lugar, pensando no passado ou no futuro. O cavalo dos nossos hábitos nos conduz, e somos prisioneiros dele. Precisamos deter este cavalo e resgatar nossa liberdade. Precisamos irradiar a luz da atenção plena em tudo o que fizermos, para que a escuridão do esquecimento desapareça. A primeira função da meditação – shamatha – é fazer parar.

A segunda função da shamatha é acalmar. Quando sofremos uma emoção forte, sabemos que talvez seja perigoso agir sob sua influência, mas não temos força nem clareza suficientes para nos abstermos. Precisamos aprender a arte de respirar, de inspirar e expirar, parando tudo o que estamos fazendo e acalmando nossas emoções. Precisamos aprender a nos tornar mais estáveis e firmes, como se fossemos um carvalho, e não nos deixar arrastar pela tempestade de um lado para outro. O Buda ensinou uma variedade de técnicas para nos ajudar a acalmar corpo e mente, e considerar a situação presente em toda a sua profundidade. Essas técnicas podem ser resumidas em cinco estágios:

(1) Reconhecimento – se estamos zangados, dizemos “reconheço que a raiva está dentro de mim”.

(2) Aceitação – quando estamos zangados, não negamos a raiva. Aceitamos aquilo que está presente em nós.

(3) Acolher – abraçamos a raiva como faz uma mãe com o filho que chora. Nossa atenção plena acolhe a emoção, e só isso já é capaz de acalmar a raiva e a nós mesmos.

(4) Olhar em profundidade – quando nos acalmamos o suficiente, conseguimos observar profundamente para entender o que provocou a raiva, ou seja, o que está fazendo o bebê chorar.

(5) Insight – o fruto do olhar profundo é a compreensão das causas e condições, tanto primárias quanto secundárias, que provocaram a raiva e fizeram nosso bebê chorar. Talvez ele esteja com fome. Talvez o alfinete da fralda o esteja machucando. Talvez nossa raiva tenha surgido quando um amigo nos falou em um tom ofensivo, mas de repente nos lembramos de que essa pessoa não está bem hoje porque seu pai está muito doente. Continuamos a refletir dessa forma até compreendermos a causa de nosso atual sofrimento. A compreensão nos dirá o que fazer ou não fazer para mudar a situação.

Depois de nos acalmarmos, a terceira função da shamatha é o repouso. Suponha que alguém nas margens de um rio joga uma pedra para o ar e a pedra cai no rio. A pedra afunda lentamente e chega ao fundo do rio sem esforço algum. Depois que a pedra chega ao fundo do rio, ela descansa, deixando que a água passe por ela. Quando sentamos para meditar podemos nos permitir repousar da mesma forma que essa pedra. Podemos nos deixar afundar naturalmente, na posição sentada – repousando, sem fazer esforço. Temos que aprender a arte de repousar, permitindo que nosso corpo e nossa mente descansem. Se tivermos feridas em nosso corpo e em nossa mente precisamos repousar para que elas possam por si só se curar.

O ato de se acalmar produz o repouso, e o descanso é um pré-requisito para a cura. Quando os animais selvagens estão feridos, eles procuram um lugar escondido para deitar, e descansam completamente por muitos dias. Não pensam em comida nem em mais nada. Apenas descansam, e com isso obtêm a cura de que precisam. Quando nós seres humanos ficamos doentes, nos preocupamos o tempo todo. Procuramos médicos e remédios, mas não paramos. Mesmo quando vamos para a praia ou para as montanhas com a intenção de descansar, não chegamos realmente a repousar, e voltamos mais cansados do que partimos. Temos que aprender a repousar.

A posição deitada não é a única posição de descanso que existe. Podemos descansar muito bem durante meditações sentados ou caminhando. A meditação não deve ser um trabalho árduo. Simplesmente permita que seu corpo e sua mente descansem, como o animal no mato. Não lute. Não há necessidade de fazer nada nem realizar nada. Eu estou escrevendo um livro, mas não estou lutando. Estou descansando. Por favor, leiam este livro de uma forma alegre e relaxante. O Buda disse: “Meu Darma é a prática do não-fazer.” Pratiquem de uma forma que não seja cansativa, mas que seja capaz de proporcionar descanso ao corpo, às emoções e à consciência. Nosso corpo e mente sabem curar a si mesmos se lhes dermos uma oportunidade para isso.

Parar, acalmar-se e descansar são pré-requisitos para a cura. Se não conseguirmos parar, nosso ritmo de destruição simplesmente vai prosseguir. O mundo precisa imensamente de cura. Os indivíduos, comunidades e países estão cada vez mais necessitados de cura.

(Do livro “A Essência dos ensinamentos de Buda” – Thich Nhat Hanh)

texto recebido por mail com muito carinho e  para reflectirmos. Queria agradecer a todos aqueles que por aqui passam diariamente e que são cada vez mais pelo carinho, a todos aqueles que nos escrevem em busca de palavras obrigada pela confiança.

Muita Paz* Amor* e Luz*

Read Full Post »