Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Maio, 2009

A religião Oriental nomeadamente o Budismo tem tido uma procura crescente nos últimos 20 anos, porque se procura não só um entendimento da mente, mas o todo, procura-se o tal Nirvana que Buda falava e a anulação do sofrimento da vida das pessoas. Assim os psicólogos ocidentais tem procurado no Budismo ajuda alguma dela tem sido vindo a ser colocada em prática não só em terapias alternativas mas até mesmo em psicologia transpessoal por exemplo.

Os dos conceitos mais bonitos que tem sido estudado é chamado de Os 10 Mundos que na sua simplicidade resumem os 10 estados mentais que todos nós podemos experimentar na vida, assim como os papeis do ego com acontecimentos da vida. Os 10 Mundos ampliam a nossa percepção de nós próprios e da nossa busca de conhecimento interior, por isso recomendo que leiam 1 a 1 e que meditem sobre eles.

Nós vivemos na dualidade, existem sempre altos e baixos, e por isso cada um deles tem um estado positivo e um estado negativo a única excepção é chamado estado de Buda que é exclusivamente positivo. Os 10 mundos tanto podem estar presentes no decorrer das nossas vidas como numa só semana poderemos experienciar todos eles e a sua dualidade o bom e o mau.

Vou citar cada um deles resumidamente.

Inferno

Considerado por todos nós um estado de sofrimento e miséria, onde os sentimentos como o medo, raiva, ódio, a auto-destruição ou dos outros, a depressão. Casos de sofrimento considerados extremos, em que a pessoa que o está a experienciar sente-se literalmente amarrada as circunstâncias da sua vida ou dos que a rodeiam. É levada pelos seus impulsos de raiva que apenas atraem até si a sua auto-destruição assim como daqueles que lhe são mais próximos.

O lado positivo deste estado embora seja difícil para todos aqueles que nele vivem verem é que uma vez que a pessoa tome a decisão de sair dele, de melhorar a sua vida seja amando-se mais, aumentando a sua auto-estima e n seu exterior em tudo aquilo que a rodeia, o Universo sustenta sempre essa mudança e a experiência de muda para melhor é claro que as coisas não irão mudar drasticamente mas começa por sentir maior empatia daqueles que a rodeia, compressão, ajuda enfim pode surgir de muitas formas a pessoas que relatam que livros caem das prateleiras, outras que um determinado curso chega até elas…enfim desde que se abram a esta experiência.

FOME

Vamos falar de uma pessoas egoísta dominada pelas suas paixões sejam elas de que tipo forem físicas mentais enfim, uma pessoa que não olha a meios para atingir os fins de riqueza ilimitada, fama e prazer porque estão sempre interligados de forma directa ou indirecta, uma pessoa que nunca está satisfeita com nada do que tem na vida e quer sempre mais e mais

Este é um dos estados actuais da nossa sociedade ocidental a sociedade do consumismo desmedido.

Um aspecto positivo e um grande exemplo positivo claro deste estado foi Ghandi um Ser de Luz na terra que motivou multidões sem esmorecer pela realização de uma causa nobre um Projecto de Paz.

Animalidade

O mundo Animal é um mundo em que cada um sobrevive seguindo seus instintos, faltando o uso da razão, da sabedoria, de auto-controlo de si. Estes são os casos de opressão em que os mais fortes abusam dos mais fracos a chamada “Lei da Selva” ou do “Salve-se quem puder”

O Lado positivo aqui é que nos deixamos guiar pela nossa intuição para conseguirmos sobreviver ou preservar a nós e aqueles que nos são próximos.

Ira

As pessoas levadas pela sua Ira tem muitas vezes a sensação nem que seja momentânea de que são superiores aos aos outros, ou pessoas que tem uma necessidade de se mostrar sempre superiores aos outros. É uma pessoa agressiva ao contacto como se procurasse sempre o conflito com outros. Vive num estado egóico permanente em que pensa que o mundo gira a sua volta, em tudo é referente a essa pessoa ou depende dele.

O lado Positivo deste estado é quando ele é usado para combater as injustiças, toda a paixão e motivação em lutar contra comportamentos autoritários, de discriminação dos outros, da sociedade ou grupo.

Um grande exemplo na história desta luta foi Luther King e muitos outros que travaram a sua luta contra as injustiças.

Tranqüilidade

Lado negativo passividade em excesso, inactividade, não existe desejos de cumprir quaisquer tarefas ou projectos na sua vida.

No lado positivo, ao invés de passivos, estamos em paz, calmos e razoáveis. Aproveitamos este estado para restaurar as nossas energias, o que diversas vezes é necessário para que se volte à actividade produtiva sem quebras.

Alegria

É a condição de contentamento e alegria que se sente quando nos libertamos de um sofrimento ou satisfazemos algum desejo. É um sentimento fugaz, que acaba rapidamente e, ao acabar, transforma-se com facilidade no estado de inferno ou fome.

Olhando o lado positivo deste mundo, precisamos dele, de suas felicidades fugazes mas inconstantes, pois são necessárias ao nosso equilíbrio psíquico, físico e emocional. Porém, o apego a estas experiências levará à imaturidade e ao desapego. Pessoas viciadas em drogas estão permanentemente à busca de prazeres fugazes.

Os primeiros seis estados, ou mundos, do Inferno à Alegria, caracterizam-se por impulsos ou desejos e são muito vulneráveis às inconstâncias da vida. Eles podem ser vividos por todas as pessoas sem qualquer esforço. De fato, sem esforço pelo seu auto-desenvolvimento, estes são os únicos estados em que uma pessoa pode viver, alternando entre um e outro. Vive em profunda dualidade entre eles.

Já os próximos 4 estados de vida, não são tão vulneráveis à impermanência e, portanto, à infelicidade. Porém, eles exigem esforço para serem vividos. Esforço pelo auto-conhecimento e pelo desenvolvimento interior, o que requer paciência, tenacidade e concentração.

Erudição

Aqui, o indivíduo busca o aprendizado sobre si mesmo e sobre a vida, através do estudo com professores e com o conhecimento já existente no mundo. Empenha-se em conquistar um estado de contentamento e estabilidade duradoura por meio da auto-conhecimento e do seu desenvolvimento pessoal.

Embora primordialmente positivo, também pode levar ao auto-centramento e à separação dos outros se a pessoa não estiver enraizada .

Absorção

Diferentemente do estado de erudição, no estado de absorção o empenho pela auto-reforma não se dá através do estudo das realizações de seus professores. Ao contrário, a sabedoria é obtida através de suas próprias observações e experiências, que levam ao entendimento de um aspecto da vida.

Novamente, este estado pode levar ao auto-centramento e à tendência de usar o intelecto, mais do que a sabedoria, para resolver problemas.

Boddhisatva

Neste contexto, Boddhisatva significa uma pessoa que busca a iluminação para si mesmo e para os outros.

No aspecto positivo, há devoção pela felicidade dos outros. Um exemplo notório do lado positivo deste estado é a Madre Tereza de Calcutá.

Porém, facilmente este estado pode se converter em arrogância no caso das pessoas que se sentem superiores àqueles que ajudam e que tentam ajudar sem prestar atenção às reais necessidades das pessoas ajudadas. É comum notar este estado em muitos que decidem trabalhar voluntariamente com caridade.

E vou ressalvar aqui o Reiki seja o Mestre ou um Praticante de Reiki nada do que estamos a dar aos outros é realmente nosso os conhecimentos já aqui estavam, a energia também nos somos sempre canais de informação e energia.

Buda

Neste estado, a pessoa despertou para a verdadeira natureza da vida e vivência felicidade e liberdade ilimitadas. Sua alegria é indestrutível, sua sabedoria ilimitada, bem como sua coragem, compaixão, criatividade e força vital.

Este estado é o único que só pode ser vivido positivamente e sua função é fazer emergir o lado positivo dos outros nove mundos.

Porque quero eu fazer um relacionamento entre os 10 estados ou mundo do Budismo com o Reiki, nosso Mestre Mikao Usui que desenvolveu os 5 principios do Reiki era um Monge Budista, a prática dos 5 principios do Reiki tem como objectivo levar-nos a cada um de nós aos Estado de Buda e fazer emergir em nós o lado positivo de tudo que nos acontece na vida.

Seja na analise dos 10 mundos ou na prática dos 5 princípios do Reiki eles exigem de nós concentração, esforço, paciência e muita auto observação seja nos actos, palavras ou pensamentos principalmente pensamentos. A prática de Meditação é uma ajuda preciosa neste trabalho de auto-conhecimento e desenvolvimento.

É preciso aprender a ver a vida de dentro para fora se quisermos nos tornar pessoas mais conscientes e manifestar todo o potencial que carregamos dentro de nós desde que nascemos.

Que a sua vida seja repleta de esforço pelo auto-conhecimento, desenvolvimento pessoal e felicidade porque estamos aqui apenas e só para Ser Felizes!

Muita Paz* Amor* e Luz

Anúncios

Read Full Post »

Grupos Nos Açores…

A Isaura pediu-me a divulgação do pedido para grupos de meditação para muito em breve nos Açores principalmente e quero passar mensagem se alguém souber de alguém aqui estão as informações que tudo corra como desejam…aqui estão as mensagens da Isaura quem puder ajudar por favor…

Minha amiga

venho de novo pedir se pode ajudar em encontrar pessoas que estejam disponíveis para fazer a meditação no dia 10 de Junho nas 9 ilhas dos Açores e Porto Santo.

A Ana vive em que ilha?

quer ficar com a sua ilha?e juntar em volta de si as pessoas que aderirem?

a activação da Merkaba é de manhã (por volta das 11 horas)

(Merkaba é um corpo de LUZ)neste caso de um País.

é só me dar o seu

nome

mail

telemóvel

ilha e cidade

sítio que o seu coração sinta que é Energético,ex.cascata,lagoa,santuário, etc.

perto do dia terá um guião para seguir, que é sempre simples

e ajude-me a encontrar pessoas em outras ilhas.

já não sei o nome do seu blogue

envie o endereço, por favor

entrei em muitos sítios aleatoriamente e não fixei.

vamo-nos comunicando assim por mail

obrigada

beijinhos

isaura

Olá amiga

já tenho na madeira e porto santo

faltam as 9 ilhas dos Açores

com a ajuda de todos conseguimos

este é um trabalho de equipa

ainda bem que está a colaborar

embora a Isabel de Oliveira seja a responsável aqui em Portugal

trabalhamos em equipe

sem egos e sem nomes sonantes

o principal é que o trabalho seja feito

entre no site www.ventosdelys.com

inscreva-se para receber toda a informação sempre que sair

já agora pergunto-lhe

conhece alguem que saiba traduzir espanhol?

ás vezes é preciso alguem que esteja disposto a trabalhar por amor e com desinteresse

há informação que vem de espanha que é muito importante

e ás vezes as traduções teem caracter urgente

se souber entre em contacto direto comigo ou com a Isabel de Oliveira
imarinheiroliveira@sapo.pt

se depois quizer envio o telemóvel dela, apezar que está no site

obrigada pelo seu carinho

vá dando noticias

beijinhos

isaura

Read Full Post »

A Atitude do Terapeuta

A Atitude do Terapeuta

Aquele que se ocupa em tratar dos corpos vê sempre abrirem-se as portas das almas. – Chemins De Ce Temps-Là

(Artigo retirado do Livros dos Essênios)

Atitude Interior

Se dedico agora todo um capítulo à atitude do terapeuta, seja ela interior ou exterior, é porque essa atitude vai ter um papel de grande importância na execução do tratamento. É fácil entender que tratamentos voltados para os corpos sutis exigem de quem os dispensa o alinhamento de seus atos, pensamentos e palavras, a fim de que, como sucede com um vaso de cristal, as energias que o atravessam não sejam limitadas e até mesmo obstruídas por escórias que só fariam retardar a passagem da luz.
A qualidade do tratamento dispensado vai depender da nossa qualidade enquanto seres no momento da nossa ação, pois ninguém pode atuar como terapeuta se não tentou trabalhar a si mesmo e purificar-se das próprias escórias.
Isso não significa, de modo algum, que é preciso ser perfeito para poder dispensar esse tipo de tratamento. Seria muita pretensão de minha parte julgar ter resolvido todos os meus “problemas”, mas é certo que, de vida em vida, um dos meus objetivos foi sempre o de conseguir que meus diferentes corpos estivessem suficientemente sintonizados entre si para servirem de canal às energias de luz que sempre presidem qualquer tratamento.
Embora antes da época dos essênios eu já tivesse conhecimento dos tratamentos, refiro-me aos de dois mil anos atrás porque os ensinamentos dessa época são de grande precisão e Jesus, um dos meus maiores professores.
Jesus fazia uma grande diferença entre os mágicos e os enamorados do Amor. Os “milagres” realizados por estes e por aqueles pareciam idênticos, mas nos planos sutis a diferença era grande, pois a compreensão da Vida estabelecia-lhes a qualidade. Ele nos dizia, com relação à materialização de objetos, basicamente o seguinte:
“Existem duas maneiras de realizar os fatos a que nos referimos… Para a maioria dos seres, a diferença é nula, pois seus olhos de carne não captam senão os efeitos… Os mágicos projetam os raios de sua alma até o objeto de sua avidez, fazem-no sofrer uma transformação e trazem-no para o lugar onde se encontram… Eu porém dos digo: aquele que cria o faz por amor, aquele que se apropria do já criado opera pelo desejo.
“O desejo vos destruirá se não estiverdes atentos. Ele vos força a tomar sem dar nada em troca. As leis do Sem Nome são inversas às que vós estabelecestes sobre a Terra, meus Irmãos; aquele que colhe sem nada distribuir não pode senão empobrecer-se inexoravelmente… Assim, eu não vos proponho o poder, mas a compreensão. Compreender é amar. “
Se faço menção a essas palavras no capítulo das atitudes é para que se entenda melhor o que pode ser o “desejo” do terapeuta e para que não sejamos mágicos-terapeutas, mas orientadores amorosos.


O Desejo

Freqüentemente, e de forma sutil, infiltra-se em nós o desejo de aplicar um tratamento, e está aí muitas vezes a pedra de tropeço em nosso caminho. Todos nós desejamos que a pessoa que nos procura se cure e, mais ainda, que “nós” possamos curá-la, proporcionar-lhe o alívio que ela veio buscar junto de “nós”. Isso parece de uma lógica absolutamente inevitável. Entretanto…
Um ser que sofre não sofre por acaso. Através da provação por que passa, ele aprende e cresce, pois as provações são, freqüentemente, “presentes” que damos a nós mesmos, para irmos mais longe em nós e para além de nós. O sofrimento não é uma fatalidade, e certos mundos não o conhecem mais. Um acidente ou uma doença são sinais para nos fazer entender que uma parte de nós está em desacordo com a outra. São encontros impostos pela nossa vida supraconsciente que se tornarão trampolins assim que os tenhamos compreendido e resolvido. Pode acontecer, é claro, que um grande sofrimento nos faça fechar-nos como um tatu-bola sobre nós mesmos e torne mais lento o nosso caminhar. Conheço perfeitamente isso, por experiência própria, mas sei também que há sempre uma “luz no fim do túnel”, mesmo que este pareça terrivelmente escuro no momento em que o atravessamos. Não quero dizer com isso que o terapeuta não possa fazer nada. Pelo contrário, ele pode nos levar a considerar o nó do “problema” que nos coube de uma perspectiva mais elevada; pode igualmente trazer os tijolos e o cimento que vão nos permitir reconstruir-nos; mas ele não poderá jamais construir no nosso lugar, percorrer o nosso caminho, porque isso somente nós podemos fazer.
Para o terapeuta, o desejo de curar freqüentemente está ligado ao fato de querer ser indispensável. Saber que sem nós uma pessoa não pode sair da situação em que se encontra, ou antes que nós podemos tirá-la dessa situação, é uma questão de orgulho. Queremos ser, nesta terra, indispensáveis, úteis, ou seja, valorizados, e se achamos que não temos capacidade para tal, preferimos tornar-nos marginais, no sentido relativo do termo, que para mim significa, neste caso, ser contra a sociedade, porque não encontramos nela o nosso lugar. Eu, particularmente, defendo uma outra forma de marginalidade, principalmente interior, e que nos deixa a possibilidade de dizer “sim” ou “não” por genuína escolha.
Pelo “desejo” nós existimos, mas não “somos”. Sejamos nós mesmos no mais profundo do nosso ser, e estejamos bem certos de que ninguém cura ninguém. Essa afirmação pode parecer a você ousada ou fora de lugar, mas vidas e vidas passadas tratando das pessoas permitiram-me compreender isso tudo profundamente. Podemos aliviar, ajudar, trazer elementos que contribuem para a cura, mas a Cura propriamente dita, a Vida e a Morte não dependem de nós.
Certos doentes não querem se curar; desejam-no, é claro, superficialmente, mas a doença apresenta-se a eles como uma proteção e, embora ilusória, parece dar sentido à existência. Outros não vêem como sair do “impasse”, que nunca existe de fato, e no mais profundo de si mesmos, muitas vezes inconscientemente, preferem morrer. São muito numerosos também os que partem curados para outros mundos, pois o nó que existia neles dissolveu-se afinal. Não temos dados suficientes para saber o que é bom ou justo neste ou naquele caso e, se desejarmos dar o melhor de nós mesmos a quem pede a nossa ajuda, isso nos levará a uma grande humildade.
A luz que passa através de nós no momento dos tratamentos, a qualidade do amor que vamos poder dar, esse é o nosso “trabalho”.
O “desejo” toma muitas vezes a aparência de amor, da mesma forma que se confunde freqüentemente a emoção, que parte do terceiro chakra, com o amor, que parte do quarto; confunde-se também afeição com amor. Evidentemente, pode haver diferentes formas de amor e algumas podem ser coloridas por outros sentimentos, mas o Amor com A maiúsculo não tem família nem fronteiras, nem obrigações nem coloração. Ele E, e freqüentemente quem o pratica nem mesmo sabe que o pratica porque está mergulhado nele; ele é Amor. Isso é exigido de nós como algo fundamental.

O Julgamento

Esse amor total não pode admitir julgamento. Neste ponto, também a fronteira é sutil entre julgamento e opinião. Emitir uma opinião, dar um parecer sobre alguma coisa ou sobre alguém é uma atitude neutra e está mais próximo de unia constatação. Emitir um julgamento é implicar-se pessoalmente na opinião, tomar partido segundo a nossa experiência, sem nos colocarmos na pele do outro. A neutralidade é uma qualidade indispensável, mas neutralidade não significará jamais indiferença ou frieza. Nós trabalhamos o amorterapeuta e devemos fazer florescer a confiança e a paz nos seres sofredores que nos procuram.
Numa aldeia dos índios hurons, li esta frase que ficou gravada em minha mente:
Grande Manitu, não me deixes criticar o meu vizinho por tempo muito prolongado, da mesma forma que eu não usaria seus mocassins durante uma lua inteira. “
Isso nos leva a uma outra qualidade que devemos desenvolver como terapeutas.

A Compaixão

É a chave indispensável que abrirá todas as portas, mas é também a chave que temos de procurar, pois a perdemos há muito tempo!
Por ocasião da minha aprendizagem, na época essênia, os Irmãos ensinaram-me como respirar no ritmo do ser que sofre. Eu sabia que poderia, dessa forma, pouco a pouco, identificar-me com ele e, sem adquirir o seu mal, vivê-lo interiormente. Essa etapa é indispensável, pois vai permitir captar a fonte do mal, depois desviá-la para o nosso corpo de luz antes de transmutá-la com toda a força do nosso coração e da nossa vontade.
Ter compaixão não significa naufragar com o outro, mas amá-lo suficientemente para saber o que ele sente. E compreender o que ele é sem julgá-lo; é sentir o que ele sente sem a emoção que o invade. Cada um de nós pode encontrar múltiplas definições para a palavra “compaixão”. Na verdade pouco importa sua definição, desde que se saiba durante alguns minutos ser Ele, esse outro eu que sofre e nos chama.
“Aquece o teu coração, faz brilhar as tuas mãos e não haverá nem dor que possa desenvolver a sua espiral, nem mal que continue a tecer a sua teia…”, ensinavam ao pequeno Simon os irmãos do Krmel.

A transmutação

“Não se destrói o mal… “
Diante da doença existe uma lei universal que aprendi na época de Jesus e que ponho sempre em prática: não se destrói o mal. É nossa alma que permite a sua existência por causa das suas próprias fraquezas; devemos, então, não aniquilá-lo ou afastá-lo, mas substituí-lo pela luz que, ao tomar o seu lugar, transmutará a sombra.
Essa noção deve estar sempre presente quando praticamos, pois, ao utilizar o tipo de método ensinado aqui, nosso estado de espírito assemelha-se àquele do alquimista que vai transformar o chumbo em ouro. Nosso intuito não é destruir, arrancar, retirar o que quer que seja; operamos no amor e por amor, e é a luz que o compõe que deverá, pouco a pouco, substituir as zonas de sombra que deixamos instalarem-se em nós. Pode acontecer de certos terapeutas, e mesmo certos doentes, odiarem o mal que carregam ou que pensam que devem combater. Trata-se de um erro grosseiro, mesmo que compreensível, humanamente falando. Também neste caso é preciso impregnar-se das leis cósmicas que, invariavelmente, continuam sua trajetória para além de nossa compreensão. Quanto mais enviarmos pensamentos de ódio, de cólera, de rancor a quem nos machuca, tanto mais reforçamos a ação dessa pessoa e enfraquecemos a nossa. Lembrando o itinerário de viagem das formas-pensamento, fica mais fácil compreender como um pensamento de ódio vai atrair para nós outros pensamentos do mesmo tipo e nos embrutecer consideravelmente, obscurecendo por um momento a luz com que poderíamos nos reconstruir interiormente. Além disso, essa forma-pensamento vai alimentar e entreter o mal contra o qual lutamos muitas vezes sem muita habilidade.
Lembro-me da época da guerra do Golfo. Os pensamentos de ódio disparavam na direcção de Saddam Hussein e, nessa ocasião, as pessoas com quem costumamos trabalhar nos diziam: “Se vocês envolverem esse ser em ódio, esses pensamentos reforçarão a ação dele no sentido da maldade. Se vocês lhe enviarem pensamentos de paz, a ação dele será por eles enfraquecida, pois não encontrará mais o alimento que a compõe… “
Cabe a nós, portanto, saber o que queremos; e se nem sempre podemos, num primeiro: momento, agradecer à doença pelo caminho que nos obriga a percorrer, evitemos ao menos alimentá-la.

A Atitude Exterior

“Boa vontade não basta… “
Considero difícil estabelecer uma separação entre atitude interior e atitude exterior. As duas estão estritamente ligadas e se sustentam, mas é necessário abordar o lado mais técnico, ao menos para quem está começando. A técnica não é, na verdade, senão um suporte para alguma coisa que está além de nós e que aos poucos há de instalar-se em nós. Entretanto, vi muito freqüentemente pessoas animadas de enorme boa vontade fazerem qualquer coisa a pretexto de ouvir o coração. Somos feitos de diversos elementos e não devemos negligenciar um deles em proveito de outro. O estado psicológico está a nosso serviço, nossa vontade também está e nós devemos utilizá-los como tais.
“De boas intenções o inferno está cheio” – é um ditado popular de muito bom senso. Aqui também reforço o meu alerta: para tornar-se um bom terapeuta, boa vontade não basta! Mesmo que todo o Amor do mundo esteja latente em você, é preciso ainda fazê-lo florescer e aceitar humildemente a aprendizagem necessária e os conhecimentos dos mundos sutis que impossibilitam virmos a transgredir certas leis sem sofrer ou provocar conseqüências.
Atualmente, os habitantes da Terra, em sua grande maioria, funcionam no nível do terceiro chakra. Isso significa que muitas vezes o nosso modo de amor é humano demais e perpassado de emotividade. Esse amor, por mais válido que seja, não nos vai proporcionar o necessário distanciamento, a ponto de nos isentar de aprender. Da mesma forma que um excelente pianista pode improvisar com sucesso, se quiser, porque antes estudou suas escalas, assim também cada terapeuta poderá ir além das técnicas para proclamar o que sente profundamente, desde que tenha algo a ultrapassar, isto é, desde que tenha, ele também, “estudado suas escalas”.
É sempre muito curioso ouvir pessoas que pensam que podem fazer qualquer coisa a pretexto de alcançar planos mais sutis do que aqueles nos quais costumamos “trabalhar”. Buscar o “sutil” não significa caminhar ao acaso, ou agir conforme o humor ou a disposição do momento. Temos em nós todas as capacidades e podemos despertá-las, mas o “abandonar-se” é algo que se aprende, a “neutralidade” também, assim como a “compaixão”. Certamente não aprendemos a desenvolver isso tudo da mesma forma que aprendemos matemática ou história. As lições são sempre muito práticas e a vida se encarrega de colocá-las no nosso caminho até que tenhamos compreendido o que tínhamos para aprender… Mas trata-se sempre de um aprendizado e não podemos deixar de considerá-lo; da mesma forma que, para aprender a ler e a escrever, precisaremos de um pouco de tempo e de perseverança, mesmo fazendo dessa atividade algo agradável, o que é o ideal.
Depois desse alerta, passo a lhe propor alguns “pontos de referência” no tocante à posição a assumir por ocasião dos tratamentos.
Particularmente, prefiro, hoje em dia, realizar o tratamento usando um colchonete colocado diretamente sobre o chão; mas algumas pessoas, terapeutas ou pacientes, podem ter dificuldade para se movimentar nessa posição. Nesse caso, uma mesa de tratamento dará conta plenamente da tarefa.
O paciente deverá estar em trajes íntimos, ou pelo menos vestindo roupas de algodão para evitar interferências, e não deve cruzar pernas ou braços a fim de não cortar os circuitos de energia. Deve também, pelas mesmas razões, tirar relógio e jóias. Não há nisso nada de excepcional ou esotérico; é fácil compreender que o cruzamento das pernas pode dificultar a circulação do sangue, acontecendo o mesmo com relação às energias nos planos mais sutis.
Quem administra o tratamento deve estar de pé junto do paciente, se este estiver deitado em um leito ‘ ou mesa de tratamento, e sentado na posição de lótus ou de joelhos, se o paciente estiver deitado sobre um colchonete apoiado diretamente no chão. A coluna vertebral do terapeuta deverá estar o mais reta possível para que as energias com que trabalha circulem mais facilmente.
Depois de ter-se deixado envolver pela calma e pela neutralidade, o terapeuta, pode e deve dirigir-se ao paciente para que este se sinta confiante e invadido por uma benfazeja serenidade. A beleza e a simplicidade do lugar poderão sem dúvida contribuir para que se instale esse oportuno bem-estar. A partir desse instante preciso, tem início a verdadeira preparação para os tratamentos, de que falarei detalhadamente a seguir.


Este texto é fantástico e descreve bem a responsabilidade do Terapeuta seja na curas dos outros ou de nós próprios…leiam, interiorizem…

Muita Paz* Amor* e Luz*


Read Full Post »

Anjos que Curam

Os Anjos que Curam é um novo blog ao qual vou dedicar uma parte do meu tempo para que possa ajudar-vos a encontrar um caminho e uma percepção da ajuda que estes Seres Divinos e Mensageiros de Deus podem ajudar-vos no caminho da Ascensão.

Tal como disse o Reiki não enevolve nenhuma religião em questão embora em pratique a minha espiritualidade sei que ela não deve ser misturada aqui e por isso os Anjos que curam será uma expansão da minha espiritualidade, dos meus estudos e conhecimentos sobre a mesma.

Espero que gostem e sejam bem vindos

Muita Paz* Amor* e Luz*

greytreecarregue na imagem que vai ao blog diretamente

Read Full Post »

Reiki na Gravidez

gaia_l11-1

“Crianças . . . elas traçam nossas alegrias, anos a fio, como o brilho de jóias”

(Edward A. Gues)

“A melhor herança que um pai pode dar ao filho é alguns minutos de seu tempo a cada dia”.
(O. A. Battista)

“Quando eu me aproximo de uma criança, dois pensamentos me ocorrem; sensibilidade para o que ela é; respeito pelo que ela pode vir a ser”.
(Louis Pasteur)

“O laço que une mãe e filho é de tão pura e imaculada força para nunca ser violado. ”
( Washington Irving )

Estas são apenas algumas das frases que definem o que ocorre na gravidez de uma mulher e por ser um estado profundo existem imensas terapias que podem aliviar pequenos incómodos que se vão sentindo durante a gravidez  e que são uma alternativa a medicina tradicional, a consulta deve sempre ser seguida por um médico competente para o efeito a opção de ter uma Doula é otima porque ela é uma amiga de todas as horas , de entre as muitas terapias que existem eu vou falar do Reiki como não podia deixar de Ser.

O Reiki como já sabemos é uma terapia alternativa que utiliza a Energia Universal que nos rodeia , seu tratamento é feito pela imposição das mãos em alguns pontos fulcrais do nosso corpo nomeadamento os nossos Chakras, são 7 pontos energéticos os principais no caso porque existem mais que não falaremos agora. Estes centros energéticos do nosso corpo acumulam nosso stress, as nossas emoções, os nossos medos, nervosismo e como é através deles que recebemos a nossa energia vital é normal que durante a gravidez, o facto de não dormir tão bem, algumas dores, inchaço, os medos e as frustações que a gravidez traz, a nossa sensibilidade a flor da pele que sintamos que precisamos de um pouco mais e o Reiki pode ajudar.

Porque aplicação de Reiki desbloqueia esses canais de energia permitindo o seu fluxo normal, que permite ao corpo um estado profundo de relaxamento, que automaticamente alivia dores e tensões sentidas, traz seu equilibrio novamente ao centro, bem-estar tanto para a mãe como para bebé que embora esteja bem sempre sente este pontos de tensão assim o relaxamento é mutuo.

Assim o Reiki na gravidez pode alivir:

* as insónias

* mau-estar

* medos

*enjoos,

* stress,

* ansiedade

O Reiki pode e deve ser usado tanto na gravidez como no pós parto, quem tiver possibilidade durante o parto óptimo porque alivia as dores sentidas facilitando o trabalho de parto da Mãe.

Depois do Parto nós as mulheres como diz uma amiga minha temos as hormonas aos saltos completamente desorientadas por tudo que acontece á nossa volta, com bebé e por vezes não é facil gerir as nossas emoções, vivências, um bébé para tomar conta, casa, marido enfim nada de alarmante nem que nós não consigamos superar mas com os tratamentos de Reiki somos invadidas por uma serenidade que nos ajuda a gerir essas montanhas de emoções que sentimos e vivemos, ajuda na recuperação do corpo porque uma mente sã é um corpo são, ajuda essa que Reiki pode facultar.

Esta comprovado que Mães que durante a sua gravidez aplicam tratamentos Reiki tem bebés mais tranquilos e sem cólicas porque lhes permitiu ter uma gestação mais tranquila e equilibrada, conseguiu relaxar mais,viver as suas emoções e medos mais tranquilamente e isso beneficia claramente um Ser como é um Bebé.

Já sabem uma sessão de Reiki faz de vocês umas Mamãs mais serenas e tranquilas, com uma gravidez relaxada e uns Bebé mais tranquilos e serenos.

Como estamos a falar de Partos , Vida , Começos e Recomeços ,Ciclos a Reikiterapia já tem um espaço para consultas que terá inicio no próximo mês de Junho o anúncio será feito aqui atempadamente, quero agardecer a pessoa que disponibilizou o espaço que foi um grande presente, quero agradecer aos Seres de Luz do Universo que me disseram que esta na altura de avançar e ao Universo que me dá tudo que eu preciso para Ser Feliz!

Muita Paz * Amor * e Luz*



Read Full Post »

Ervas que curam

Este tema é muito bom e tem pano para mangas como diz ditado, o meu interesse por chás vem de há muito tempo porque meu avô sempre detestou médicos convencionais e sempre se tratou com chás e isso desde pequenina que despertou a minha curiosidade e sempre tive essa informação a minha disposição mas só até ter um sonho de um Guia de Cura eu percebi realmente o quanto era importante toda a informação que havia recebido ao longo dos tempos e como ela era realmente importante. Resumindo muito sucintamente era me transmitido no sonho que todos nós temos capacidade de auto-cura mas que na natureza se encontram a nossa disposição todas as plantas necessárias há cura total de todas as doenças.

Foi ai que percebi que era uma simbiose perfeita o facto de nós queremos curar a nós próprios e de a natureza ter nela todos os componentes de ajuda a essa cura…e por isso começou meu interesse por chás, florais de bach e medicamentos homeopáticos claro que temos de ter em consideração que seja na medicina tradicional seja na medicina holistica que em ambos casos existem terapeutas ou médicos competentes para nos indicar os medicamentos no caso dos chás cada um de nós pode procurar aquilo que é melhor para sim em cada momento existe imensos chás no mercado de ervas naturais, chás ayurvédicos já combinamos enfim muitas opções eu irei falar de algumas delas aqui nest post de hoje e voltarei a abordar este tema outras vezes.

Eu pessoalmente após cada refeição tomo um chá de limpeza como eu lhe chamo que me ajuda com a digestão dos alimentos, purifica o organismo é composto por 5 ervas que escolhi para efeito, 3 por opinião de um amigo e meu terapeuta e outros 2 que eu acabei por achar necessário e digo-vos que é muito bom.

aqui em baixo estão apenas algumas e algumas das suas caracteristicas, de salientar que os banhos em plantas é muito muito útil, e ajuda muito nosso corpo a restabelecer energias, na sua purificação e desintoxição.

Alecrim

Ajuda a perdoar mágoas

Alfazema

Aumenta a autoconfiança

Anis-estrelado

Ajuda com os sentimentos e na liberação de emoções

Arnica

Promove a concentração de pensamentos

Artemísia

Estimula a ação e a manifestação das idéias

Arruda

Limpa a aura das sujeiras astrais

Babosa

Ajuda no desligamento mental

Camomila

Ajuda a cultivar a paciência e a confiança

Cânfora

Promove o desprendimento material

Capuchinha

Promove o sentimento de integridade e equilíbrio

Carqueja

Limpa o corpo das velhas emoções

Confrei

Estimula o sentimento de segurança pessoal

Dente-de-leão

Traz coragem para enfrentar os obstáculos

Erva-cidreira

Ajuda na tomada de decisões importantes da vida

Guiné

Limpa o corpo de energias negativas

Mil-folhas

Purifica o corpo de traumas e sentimentos negativos

Sabugueiro

Ajuda na tomada de rápidas decisões

Sálvia

Dá ânimo para colocar em movimento todas as energias do corpo

Tanchagem

Estimula a iniciativa

CHÁS E INFUSÕES

O chá mais antigo de todos, conhecido como chá preto, foi descoberto na China há quase 5.000 anos. Trazido para a Europa pelos Portugueses e desenvolvido pelos Ingleses, o chá preto é hoje consumido por pessoas de todo o mundo: pelo seu sabor, pelas suas propriedades preventivas ou curativas, porque ajuda a relaxar ou porque estimula o corpo e a mente, muitas razões são invocadas.De salientar que em Inglaterra consta-se que terá sido uma rainha de origem portuguesa D.Catarina a introduzir esta cultura na alta sociedade inglesa da altura e que veio a tornar-se um hábito generalizado em todo País até aos dias de hoje, os ingleses são dos maiores consumidores de chá.

Segundo as lendas chinesas, a descoberta do chá e das suas qualidades benéficas terá acontecido quando o imperador Shen Nung, por volta do ano 2737 aC, decidiu experimentar o resultado da queda acidental de uma folha de árvore em água a ferver: uma infusão refrescante e revitalizante.

A palavra chá em Português refere-se normalmente a infusão de folhas de várias plantas, como camomila ou cidreira, para além das próprias folhas da planta do chá. Temos inclusive o famoso “chá de limão”, obtido a partir da casca desse fruto (também conhecido em algumas regiões de Itália, onde dá pelo nome de “canarino”).

OS BENEFÍCIOS DO CHÁ

Vários estudos foram já realizados, e muitos outros são agora desenvolvidos, sobre os vários benefícios que cada tipo de “chá” pode trazer para a saúde. Há infusão de plantas que têm uma acção calmante, outras diurético, outras ainda digestiva. O chá contém flavonóides, que agem como antioxidantes – e vários estudos mostram que estes componentes podem ajudar a prevenir o aparecimento de várias doenças, participar na cura de outras .

A investigação científica relativa aos eventuais benefícios do chá na saúde encontra-se ainda numa fase preliminar, pelo que é difícil saber exactamente quais os benefícios que poderão advir para a sua saúde dependendo da quantidade de chá que beber, eu posso-vos dizer que fui introduzi ao seu hábito na cidade de Londres onde por motivos de saúde me vi privada de beber café temporáriamente, e claro com frio que se faz sentir na cidade ao longo de pelo menos 9 meses de cada ano fui aconselhada a ingerir chá de preferência 8 chávenas dia o que mantenho até aos dias de hoje seja quente ou frio sou uma adepta.

Recentes estudos mostraram uma associação entre o consumo de chá e uma redução do risco de doenças do coração. Por outro lado, algumas descobertas sugerem que a ingestão de chá tem um papel importante na prevenção de várias formas de cancro.

O chá contém cafeína, um estimulante activo e habitual causador de bem estar, embora a infusão de chá verde ou preto contenha menos cafeína do que o café. Note, no entanto, que se consumir elevadas doses de chá com cafeína por dia poderá ter sintomas como irritabilidade, insónia, palpitação cardíaca ou tonturas – como em tantos outros casos, é no meio que se encontra a virtude, quero salientar que nenhum dos chás que ingiro tem taína a tal cafeína do chá, e desde que tive doente em Londres que bani da minha vida o café.

Os “radicais livres” são substâncias nocivas que se formam naturalmente no corpo e no meio ambiente, por acção do sol, poluição do ar, alimentos fritos ou grelhados no carvão. Os antioxidantes ajudam a proteger o corpo dos efeitos por eles causados.

O chá é o único alimento sem contra-indicações para pessoas saudáveis ou doentes.

TIPOS DE CHÁ

O chá preto é o mais popular. É produzido a partir da planta Camellia Sinensis, através de processos naturais de secagem, fermentação e oxidação. O chá preto é totalmente fermentado (o nome de chá preto deve-se à côr castanha escura acobreada que as folhas adquirem no final do processo). O chá Oolong é parcialmente fermentado, deixando um sabor delicado. O chá verde não é fermentado, e produz um sabor límpido e aromático.

Chá Preto – uma das mais conhecidas variedades é o English Breakfast, um chá forte, habitualmente tomado com um pouco de leite hoje em dia já pode ser adquirido em ervánarias ou lojas da especialidade sem ser em saquetas.

O seu consumo regular previne a ocorrência de ataques cardíacos e enfartes. Reduz níveis de colesterol no sangue.

Chá Verde – normalmente proveniente dos países asiáticos. Uma das variedades mais conhecida é o China Green Pekoe, que tem um sabor forte, fresco e ligeiramente adocicado; deve ser bebido simples, a qualquer hora do dia. Menos forte, o Japan Bancha é muito aromático, e de sabor doce e frutado. Pode ser bebido às refeições ou como refresco. O chá Gorreana (do tipo Orange Pekoe), produzido nos Açores, para além de muito saboroso é ainda um dos mais ricos em antioxidantes. A Gorreana tem a particularidade de possuir a única fábrica de chá da Europa.

É importante na prevenção do câncro, em casos de colesterol alto, cáries e gengivites (fluoreto). Protege contra um grande número de infecções fúngicas, bacterianas e virais (como as vulgares constipações). É bom para o trato digestivo e circulação sanguínea, torna mais lúcido o raciocínio. Pode interromper a diarreia. Previne a formação de pedras na vesícula e nos rins. Normaliza a função da tiróide. Facilita a regeneração da pele. Melhora a respiração dos asmáticos (por acção da teofilina).

Por outro lado, deverá limitar a ingestão de chá verde se tiver problemas de estômago, complicações cardiovasculares, tendência a cólicas ou ataques de ansiedade.

Chá Oolong – proveniente da China e Taiwan; o mais conhecido é o China Oolong (também conhecido como “China Ti Kwan Yin”, ou “Chá da Deusa de Ferro da Misericórdia”): este é um chá muito especial, de sabor suave e aromático, que se deve beber simples, sem qualquer adição de leite ou açucar.

O Chá Oolong é muitas vezes considerado um “meio-termo” entre os chás preto e verde.

Chá Branco (Sri Lanka) – este chá, bastante raro, deve ser bebido simples, após as refeições, como digestivo, ou como um leve chá da tarde.

Chás aromatizados – são feitos através da adição de sabores ao chá preto, verde ou Oolong. O mais famoso é o Earl Grey, conseguido através da adição de bergamota ao chá preto. O English Breakfast é também bastante conhecido, e o Lapsang Souchong tem-se tornado também bastante popular.

TISANAS E INFUSÕES

As tisanas e as infusões são os métodos mais usuais de preparar “chás de ervas”. Para além de saborosos, estes preparados podem contribuir para melhorar a nossa saúde.

Na tisana, as ervas são colocadas numa chaleira ou panela com água a ferver; depois de tapar, deixa-se ferver durante mais 5 minutos; depois de retirar do fogo, deve deixar-se repousar durante alguns minutos. A infusão é preparada deitando água a ferver sobre as ervas contidas num recipiente, e deixando repousar durante cerca de 15 minutos.

Em seguida apontam-se vários dos benefícios mais conhecidos atribuídos a alguns tipos de “chá de ervas”.

Açafrão – Alívio de dores menstruais.

Alcachofra – Digestivo. Fígado, vesícula biliar.

Alecrim – Alivia dores de cabeça. Anti-fadiga. Estimulante, excelente para recuperação de fadiga. Tome em caso de sinusite, bronquite, constipação, asma, anemia. Digestivo.

Alfazema/Lavanda – Relaxante. Analgésico. Anti-depressivo.Estimulante, anti-espasmódico, tónico e anti-séptico. Tome em caso de febre.

Barbas de milho – Diurético, vias urinárias. Calmante.

Beladona – Alívio de dores menstruais.

Bergamota – Constipações. Auxilia digestão. Tome no caso de pele oleosa.

Bolsa de pastor – Combate a tensão baixa. Tome em caso de hemorragias uterinas, diarreias.

Camomila – Calmante, relaxante. Alivia dores de cabeça. Combate ansiedade e depressão. Dores musculares. Acidez no estômago. Vista cansada. Desintoxica o fígado. Regula os intestinos. Alivia cólicas intestinais nas crianças. É tónico e estimulante. Tome no caso de urticária.

Cardo Mariano – Digestivo. Cirroses. Fígado, vesícula biliar. Combate a febre. É diurético e sudorífero.

Carqueja – Indicado para dores de estômago, digestão difícil, problemas no fígado e rins, diabetes. Possui efeitos diuréticos e depurativos. Desintoxicante. Melhora a capacidade física e de raciocínio. Revigorante das funções genitais.

Cavalinha – Diurético, vias urinárias, remineralizante, repôe o cálcio.Úlceras gástricas. Próstata.

Cidreira / Erva Cidreira / Melissa – Relaxante, calmante. Digestivo. Alivia dores de cabeça. Anti-depressivo. Febres, gripes, constipações. Auxilia o processo de nascimento. É sedativo, combate gases intestinais, tosse, perturbações urinárias, histerismo, debilidade geral. Ajuda a combater a insónia e as crises nervosas. Acalma o estômago. Antiespasmódica.

Crataegus / Espinheiro Branco – Combate a hipertensão arterial, problemas cardíacos, taquicardia, palpitações. Calmante. Tome em caso de insónias, vertigens.

Dente de leão – Digestivo. Fígado, vesícula biliar. Antiasmático.

Eucalipto – Vias respiratórias, anti-séptico.

Erva-Doce – Suave calmante, digestivo, elimina os gases intestinais e o mau hálito, alivia cólicas intestinais nas crianças.

Flor-de-laranjeira – Calmante.

Flor-de-Sabugueiro Febres, constipações, dores osteo-musculo-articulares,resulta muito bem com as crianças ainda quando estão a ficar engripadas um chá antes de deitar experiência própria.

Freixo – Vias urinárias, drenante. Combate a gota e o reumático.

Funcho – Digestivo. Gastrites, úlceras, cólicas intestinais. Alivia cólicas intestinais nas crianças.

Gengibre – Constipações. Dores musculares. Dores de cabeça. Febre. Anti-fadiga. Problemas gastro-intestinais.

Ginkgo Biloba – Microcirculação cerebral, zumbidos, memória. Anti-depressivo.

Ginseng – Energizante, afrodisíaco. Anti-fadiga. Melhora o sistema imunitário. Tome em caso de insónias. Alivia efeitos da menopausa.

Jasmim – Digestivo. Relaxante. Anti-depressivo. Tome no caso de pele seca.

Limão – Antioxidante. Calmante. Combate a acidez orgânica.

Malva – Alívio de dores menstruais.

Manjerona – Calmante. Propicia bem-estar. Tom em caso de azia, falta de apetite.

Menta / Hortelã-Pimenta – Alivia a tensão física, acalma os nervos e as dores de cabeça. Energizante. Excelente para a digestão. Congestões. Acidez no estômago. Soluços. Ressaca. Tosse.

Pau d’arco – Anti-cancerígeno, anti-anémico, anti-fadiga, melhora a qualidade do sangue.

Perpétuas roxas – Anti-inflamatório. Dores de garganta, rouquidão, laringites, bronquites.

Pés de cereja – Drenante, vias urinárias.

Pinheiro – Problemas nas vias respiratórias. Anti-séptico.

Rosa canina – Calmante para o corpo e para a mente. Alivia dores de garganta e constipações. Reduz o stress e melhora o sono. Contém bioflavonóides. Rico em vitamina C.

Rosmaninho – Alivia a dor de cabeça. Desintoxicação alcoólica do fígado e do sangue. Anti-séptico. Combate a asma, bronquites.

Sabal Serrulate – Próstata.

Salgueiro – Febres, dores musculares, constipações. Alívio de dores menstruais.

Salsa – Antioxidante. Tomar em situações de anemia. Dores menstruais. Artrite.

Salva – Alivia dores de cabeça. Dores e inflamações na garganta. Afecções da boca.

Tília – Calmante, melhora a qualidade do sono. Utiliza-se para perturbações nervosas e dores de cabeça. Diurética. Antiespasmódica. Sudorífera. Torna o sangue mais fluído.

Tomilho – Anti-fadiga. Anti-asmático. Constipações. Problemas vias respiratórias. Alívio de dores menstruais.

Urtiga – Digestivo. Ressaca. Drenante. Anti-cancerígena. Combate hemorróidas.

Valeriana – Combate ansiedade, stress. Regula o sono. Alívio de dores menstruais.

Verbena – Digestivo. Ajuda no combate a diabetes.

Estas infusões podem contribuir para melhorar a sua saúde e bem-estar. No entanto, em caso de sintomas de doença não hesite em contactar o seu médico.

GLOSSÁRIO

Analgésico – atenua a dor.

Anti-séptico – que combate ou previne as infecções.

Antioxidante (v.g. flavonóides) – compostos que abrandam a deterioração natural das células devido à oxidação; podendo assim ajudar a prevenir o aparecimento de várias doenças. São reconhecidos os benefícios antioxidantes que o chá possui, tais como os existentes em frutos e vegetais, nomeadamente no sumo da ameixa, da uva, da maçã, no alho e na cebola, e ainda na laranja, limão, acerola, cenoura, kiwi, cereais integrais e suplementos como o óleo de gérmen de trigo.

Diurético / drenante – que activa ou facilita a função urinária.

Sudorífero – que provoca sudação (produz suor).

Um último conselho prefiram as ervas naturais para fazer vossos chás por 2 motivos é muito mais saudável, é a própria planta que vos fornece a sua energia e ajuda directa porque em saquetas embora seja muito bom alguns dos chás mesmo sendo de plantas naturais são sujeitos a muitos mais processos até que chegue a nós.

Espero ter ajudado e que bebam muito chá , falem com as Vossas Avôs eles de certeza que tem muito que Vos ensinar sobre assunto.

Muita Paz Amor e Luz

Ana

Read Full Post »